Cada verso era uma despedida.
Do ponto de partida.
Da calma esquecida.
Da cama recolhida ao te ver.


Cada verso era uma despedida.
Na dor repartida.
Na fala interrompida
Do próprio verso que só quero esquecer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria