Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017
SOU A MOEDA
A FORTALEZA
O QUE PROFESSA
A GENTE IMERSA


SOU O CONTENTE
O TRISTE
O BOM HUMOR
O POETA!


SOU?

Rastro

Passou, deixou seu rastro e inundou o pasto
A vaca mugiu...
Tortuoso traçoEntre os açoites do significado, uma pausa... Mais um rastro
Um tropeço
Que lástima!
Um rastro.
Se pedes...
Juro que tentarei fazer meu coração bater em SILÊNCIO!
Mesmo que tarde
Nunca tarde
Já foi tarde
BYE!
Fui jogar um poema no lixo e não coube dentro!
PROJETO DO EROS AO BOLERO.#
Com pudor me viste no dia em que te vi.
A esquina virou-me ao avesso, pois estava sem rumo.
E sem rumo acredito estar até hoje.De noite lembro-me e durante o dia esqueço.
Mas seu olhar... Sem pudor jamais vi.Vou sorrir quanto te reencontrar, porém a dúvida ainda existe:SERÁ QUE O TAMBOR DE CRIOULA, MARACATU E FREVO SERÃO CAPAZES DE SUFOCAR AS BATIDAS DO MEU CORAÇÃO?SERÁ QUE ALGUMA RAIZ QUE CRUZA OS TRILHOS DO SUBÚRBIO TERÁ ESSA CAPACIDADE?Vivo para existir e na marcação dos passos do mestre- sala sempre sorrir!

Projeto DO EROS AO BOLERO

A meta de  2017 é de termos muitos projetos.
Começaremos com o projeto DO EROS AO BOLERO.
Uma mistura maravilhosa de poesia erótica com cultura popular.
Curtiu? Acompanha e vem com a gente!Fanpage: Poesia é.****************************************
Livre-me dessas vestes... Eu quero te ouvir!
Livre-me sem pudor... Eu quero te sentir!
Livre-me sem pensar... Eu quero te cantar!
Livre-me dessas vestes... Eu preciso rodopiar!Havia um homem cantando em minha janela.
O rastro de poeira deixado por suas palavras invadiu-me as narinas.
Quanta melodia... Quanta poesia. Mas por que o homem cantava para minha cortina?Abri uma fresta desconfiada e o homem ali sentado cantava.
Levantou os joelhos e girando como louco aplaudiu a si mesmo.Vieram a chuva e o vento.
O homem cantou baixo... Raro momento.
A água invadiu-lhe as canelas e o vento atirou seu chapéu sem dó ao relento.Era abril.
Era maio.
Era nada.
Não importa.
Abri a porta e vi o homem.O homem parou e voltou a cantar.
Do lado de fora di…

Em 2017...

O blog entra em mais um ano que promete ser regado de inspirações, palavras e mais um livro para ser lançado.

Continuarei aqui os meus escritos e trabalhando para a continuidade da literatura.

Feliz 2017!