Texto escrito em um papel dobrado, encontrado por mim enquanto arrumava meu armário. O texto foi escrito no dia 06/10/2014.




Permita-me errar de dia e repetir o erro na noite.
Acredite, errar traduz mais valores do que somente acertar.
Porém, diga-me: - Existe um ser que somente acerta e os erros que nem lhe passam pela aura?


Erre também, grite com o interior de seus erros.
Irrite-o, morda o rabo dele.
Permita- me errar, pois de erros o mundo está cheio, e os acertos somente nascerão quando todos os erros forem cometidos, porque para se errar é preciso reconhecer.
Sim, reconhecer que somente erra quem está vivo e é feito de carne.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria