Sobre rosas


Permito escolher entre acolher-me em suas pétalas ou sentir a dureza da dor que passeará em minha alma.

Colora com o encanto de suas cores tão vivas quanto o amor de um jardineiro.

O perfume... que ele invada minhas narinas, pois preciso me sentir perto de sua essência.

Derrame suas pétalas em minha terra, pois o vento te levará para todas as partes

Sobre rosas... prefiro sempre estar diante de ti, pois na primavera és rosa e no inverno farás morada em mim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria