Prometo não me importar

Prometo não me importar...
se o sol não raiar
se a noite sangrar
se o mar não cantar
se o vento não soprar 

Prometo não me importar...
com a manhã que não chega
a noite que não se dissipa
o mar que dormiu
o vento que emudeceu

Prometo não me importar, e assim somente guiar-me ao sol que tens em ti, a noite que chora eu teu sorrir, ao mar de sonhos de teu olhar e ao vento que estremece meu ser ao falar

Prometo não me importar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria