Não prometo-lhe o mundo, pois já o tens no tom que mais gostas.
Trago meus versos, pois mesmo já os tendo em demasia, é o melhor lugar para eu estar.
Trago as cantigas dos amores que se foram, pois o amor nunca morre.
Em mim, trago o afago, o apreço, o vento sincero que constipa-te de prazer.
Pra você guardei o mar, o céu e as estrelas, só para que possas enchê-los com sua presença.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria