Se nos abismos da sua cama sentires que tua vida vale menos do que pensas, e o terror de estar sucumbindo tiver força relevante o bastante para que teu grito seja comprimido, agarre com as mesmas mãos que agarraram minha pele naquela noite e se prenda, pois nenhum abismo pode vencer ou matar o labirinto de suas lembranças.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria