''Quando o céu de outono não te provocar mais o mesmo rosa no olhar, e o coração não disparar com o vento salgado trazido pelo mar.
As ondas quebrando virarem noites intocáveis e as estrelas morrerem de rir da própria solidão.
Quando nada mais importar, apenas importe-se com o que para ti é importante.''

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria