Seu rastro


Seu rastro me atraiu... me atrai.
Segui de norte ao sul pelos montes
secretos de nossos mistérios e
que não deixam pegadas.

O marcante foi seu rastro, e é seu sorrir,
essência maior de quem domina a pureza
do corpo e calma do pouco.

Senti minha alma estremecer como a
terra branda diante de um terremoto.
Não criei minhas verdades, mas as disse diante do sol.
O mato verde balançando com o movimento
de seus cabelos e o piscar de seus olhos.

O rastro continua, de dia e de noite.
A madrugada não é mais solitária e fria.
Foi com você que dividi momentos,
instantes divinos e fantásticos.
Quem me dera e me dará ter o rastro
vivo,  sempre perto de minha áurea, para de volta,
na orla ficar sob o brilho do sol , que nunca cansa de brilhar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria