És o mar



Os cabelos escorrem pelos ombros ,
assim como as ondas que
explodem nos rochedos.
O olhar é intenso e infinito ,
assim como os grãos de areia ,
que são molhados pela água e
secos pelo sol.


O sorriso é suave e esplendoroso como
um dia de calmaria , mas os passos são
firmes e penetrantes como um dia de fúria.
A voz é como uma sereia que canta ,
enfeitiçando os pescadores , filhos do mar.
As palavras são salgadas , porém só esturricam
as almas que a ela não pertencem.
És o mar , o mar és tu.
O mar de águas , filho de Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria