Ao dia nacional da poesia


Me desperte alegre canto e 
ponha sobre meus 
calcanhares seu som. 
O dia me dispersa , 
mas a sintonia me centraliza em suas raízes. 
Dança o girassol não como antes fazia,
vencendo os beijos das abelhas 
com asas brilhantes. 
Hoje ele dança sem seus motivos , 
pois é o dia da poesia.
Pardais enlouquecem os zumbidos 
matinais das cigarras penetradas 
pelos raios sinceros do sol. 
Das nuvens explode o degradê 
perfeito repleto da mais intensa tênue angelical . 
A língua dos anjos , penetrando os 
ouvidos com amor , pois é o dia da poesia.
No adeus da lua , as malas eu fazia ,
porém nenhuma viagem seria mais 
valoroza do que entrar em meu mundo 
no dia da poesia.

* Aos leitores , poetas , pensadores , corações expressivos que flutuam nos céus , com amor emanando da alma. FELIZ DIA NACIONAL DA POESIA. Esse brinde é vital e sempre se renovará.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria