Corpo de mulher , alma de menina

Mostrou-me a face.
Olhos sombreados , mas olhar inocente.
Lábios coloridos , fala como cantiga. 
Passos firmes , sonhos sem limites.
Aquela menina cresceu em vida , 
virando mulher , mas carrega em si o
doce amanhecer. Tem o antídoto
para o veneno e a saída para a morte.
Feliz se fazem os dias que são compostos
por seu sorriso , seus olhares e suas falas.
São os rios de amor , aromas de paixão. 
Essência da mulher , com alma plena de menina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria