A leveza


Que me leve aos céus com a força do teu olhar , refletindo o brilho maior que nasce no seu amanhecer.
Pouco de mim sobrou com teu esplendor e minha virtude não tem início , mas sim teus sons.
Coloristes em mim o azul do mar e o contraste  de seus sonhos . Vislumbras muito em meu andar, assombrando a escuridão com seu próprio pavor.
Quem dera fosse capaz de entender-lhe  em prosa , pois a música de seus lábios já toca em mim com amor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria