Declaração de Outubro

* Para meu amor... presente dos céus para mim!

Canto simples , lua bela , sol maior.
Dedilhar firme pelas cordas de nylon
e vibrar constante da voz cheia de amor.
Ao céu declaro , para as estrelas
como posso. A melodia não é minha ,
mas garanto? Garanto pouco ,
pois pelo que sei , ela já estava nas
mãos de Deus , assim como você.
Roubastes meu coração indefeso e
petrificado , e agora canto para
nossa paixão. Meu barco afundou ,
porém com suas vestes me levantei
para a costa. A maresia te iluminou no
sol forte daquele dia. Uma maré forte
trouxestes no olhar e um rochedo de
sonhos em seu falar. O mistério da
esperança , de sorrir e correr aí.
Escondo de mim teu passado ,
porque nele eu não morei.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria