A canção


Ela é sempre tocada por
uma alma inocente. É a minha?
Quem sabe....
As notas sobem como vapor e
transbordam o céu sonhador.

 
A chuva cai , molha a terra roxa,
mas nada se compara ao momento
que choro de emoção.
Volto sempre ao mesmo refrão ,
porque ele te faz sorrir.

 
Meus lábios brincam com os seus
e querem com o som contagiá-los.
Me olhas perdidamente e dizes que

se encontrou.
Volto sempre no mesmo refrão,  pois

ele te faz cantar. É sublime seu caminhar.

 
Espanta as dores de uma terra sem leis ,
porém os fantasmas teimosos só querem

terminar de ouvi-la.
A tarde chega tão risonha , que chego a

perguntar o porquê. O sol deixou seu
rosa nas nuvens finas e majestosas.

 
Quando o quente esquenta o frio , posso
até imaginar. Eu quero mais é ser FELIZ na

terra , céu ou no mar.
O silêncio então se faz. Todos quietos

de uma só vez. Os fantasmas já se foram
e eu posso livre te beijar.

Volto sempre no mesmo refrão , mas
dessa vez acabou a canção.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria