A poesia criou vida

Eu dei-lhe brilho insaturável.
Esplendor , encanto na voz e
maciez no caminhar. A transformei
na estrofe mais bela e amorosa.

Eu dei-lhe senso , ordem e
honestidade. Fiz seu coração
realmente bater feliz. Juntei carinho ,
presente e recordações. A transformei
no verso mais marcante que já existiu.

Eu dei-lhe o direito de falar , lembrar e
cantar. Dei-lhe as palmas , os dedos
e os acordes. A transformei em dia e
noite; lua e sol ; céu e terra. Dei voz ,
suavidade , fazendo com que virasse
poesia constante e viva!


* Junior Borsoi*

Comentários

  1. Como sempre Junior, vc arrasa com seus escritos. Parabéns!

    Bjos e um feliz fim de semana xD

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria