Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

A poesia criou vida

Eu dei-lhe brilho insaturável.
Esplendor , encanto na voz e
maciez no caminhar. A transformei
na estrofe mais bela e amorosa.

Eu dei-lhe senso , ordem e
honestidade. Fiz seu coração
realmente bater feliz. Juntei carinho ,
presente e recordações. A transformei
no verso mais marcante que já existiu.

Eu dei-lhe o direito de falar , lembrar e
cantar. Dei-lhe as palmas , os dedos
e os acordes. A transformei em dia e
noite; lua e sol ; céu e terra. Dei voz ,
suavidade , fazendo com que virasse
poesia constante e viva!


* Junior Borsoi*

Carta 1

Niterói , 14 de Julho de 2012.


Linda ,
Estou tão distante de você. Queria fazer minhas palavras te acariciarem e ver de perto o brilho dos seus olhos ao verem o meu olhar sincero. A distância me escraviza a pensar em como seria ter-te mais perto , esquecer o certo ou o errado e fazer de cadadia com você , um eterno amanhecer. Ainda assim , te guardo em meus pensamentos , ilustrando as batidas do meu coração com seu nome. Meus sonhos retratam meus sentimentos.Em meus passos falta algo. Um esplendor , ternura e sensatez , que penso estar aí, guardado com você. Perdi as contas de quantas vezes perguntei para as estrelas , quando vou refazer meu caminho com sua inspiração. Diante disso , apenas quero dizer-te , que não me importo com distância ou barreiras. Não quero parecer intruso ou fanático. Quero abrir meu ser para ti e que enxergues o tanto de paixão , que até hoje guardo para te dar.

Em tão pouco tempo marcastes o meu tempo. Me perco nele , quando me encontro em você!
Beijos minha flor…

Quando voas sabiá

Imagem
Como é bom ver e lembrar  ,
quando voas sabiá. Perto de
ti , os maus viram bons ,
aqui , ali e em qualquer lugar.
Como é bom vê-lo gorjear , pois
suave é o tom que sugere o
dom de sempre poder amar.

Quando voas sabiá daqui
para lá , quem te vê não
só se encanta , mas também
quer voar. O voo sábio do
sabiá , para sempre nas
memórias há de ficar.
Quando voas sabiá  , tendes
a todos contagiar. Foi assim há 
muito tempo com o jovem Ícaro.
Ao te ver , pensou em ser, e
aos céus livre penetrar.
Voou , voou...caiu de lá ,
pois só você é sabiá.

Mancha de caneta

Imagem
A cadeira vazia balança...
balança. O chão reclama do
peso , mas nada pode fazer.
Por cima da mesa , belos sinais ,
esplendores sem fim. Papéis
amassados , pouco usados...
amores assim.

Uma mancha ali , outra aqui.
Não como um erro , mas belas
ideias. A caneta não conseguiu
se segurar , e espirrou bruscamente.
Os respingos escorrem pelas
linhas retas , e marcam com a
tinta viva.
Respingos , que juntos formaram
estrófes , e ao final nova vida podia
ser lida.
Imagem
- Oi , boa tarde!
- Oi!
- Tudo bem?
- Tudo , mas por que você quer saber?
- Só pra saber!
- Saber? Por acaso você ama tanto o conhecimento assim?
- Não , apenas gosto de me preocupar com as pessoas.
- Se preocupar com quem você nem sabe o nome?
- Desculpe , mas só fiz uma pergunta.
- Então , em nenhum momento você pensou em saber mais do que isso?
- Não , apenas te cumprimentei.
- Sei...
- Sério!
- Vai dizer que você não quis começar um diálogo , para depois tentar me manipular e realizar sua função de pegador?
- Apenas te cumprimentei , já disse isso!
- Dizer é fácil , mas eu percebi sua má intenção pelo olhar.
- Moça , eu...
- Rapaz , por que você não pega esse papinho , esconde no bolso e dá de presente para quem realmente o queira , de preferência bem longe de mim ?
- Mas , moça...eu ....
- Não diga mais nada , pois não quero te magoar. Por isso , vou embora. Adeus!
- Eu hein! Cada louco que me aparece.
- Próximo da fila  , por favor!

Coração

Meu coração espera um
maestro para guiar suas batidas.
Bate diariamente desordenado e
cúmplice de vontades desmedidas.
Meu sonho é esse , e não nego!

As semanas são apenas conjuntos
de dias. E os dias são períodos de
horas , sem novidades e sabores.
Venha orquestrar meu interior e
salientar minhas dúvidas
inseguras.

Força do amor

Com a força do amor ,
não há fraqueza. Tudo
muda , faz renascer ,
vivifica a alma.

Com a força do amor ,
a manhã nunca tem fim ,
a mansidão se propaga e a
escuridão não tem vez.

A força do amor traz
encanto com sabor , faz
de lágrimas belos sorrisos ,
um dia surreal , com palavras
de encanto.

Não há força para amar
ou esforço no amor. Se
vier do lado esquerdo  ,
não há trevas a ficar.

Se podes amar , por que ousas se eximir ?

O sol não é mais o mesmo ,
e o canto dos pardais é muito
mais intenso.
Percebes?

As nuvens , o vento, as ondas
do mar. Têm outra cor , outro
cheiro e outro gosto.
Sentes?

O caminhar , suar , trabalhar e
lutar pelo que se quer , vale muito
mais.
Duvidas?

O coração bate com muito mais
felicidade , a raiva padeceu e a
tristeza tirou férias.
Notou?

Salivas e sozinho ri , quando
pensas que o amor pode até
existir.
Pode negar?

O amor e a paixão são sublimes
e até a natureza isto confirma.
Por que recusas?

Amigo

Imagem
A= urora cristalina , brilhante , bela
M= úsica tocada e suavemente
I= ntensificada , que ilumina o
G= áudio , os males e as tristezas responsáveis por fazer
O= coração chorar e sangrar.

* Imagem retirada do google!!

Quem

Quem planta a paz ,
 colhe a esperança.
Quem planta a esperança ,
 colhe o amor.
Quem planta amor ,
 colhe paixão.
Quem planta paixão ,
 colhe loucura.
Quem planta essa loucura ,
 colhe um coração apaixonado.
Quem vive apaixonado ,
 vive em paz , pois a esperança não lhe falta ,
 o amor é exaltado de seus poros , a paixão o
 fortifica , e não há nada mais sublime do que
 viver nessa loucura!

Pátria

Ah , se pudessem ver a saudade que se abriga dentro de nós. Falta suprema de arrancar o trigo nos dias da colheita , ver nossos filhos correrem com os cães envolta das ovelhas , piscar os olhos com os reflexos do sol. Esperar a noite cair e subir nos montes de grama verde , para observar as estrelas tão próximas.
A velha pátria nos movia a sermos mais do que apenas patriotas. Ela incendiava nossas almas em alegria e motivação. A terra de nossos avós e pais , que parecia nunca morrer. Mas , ela existe. Escorre de nossos olhos , quando sentamos na beirado rio e lembramos de nossas casas.
Como palha seca elas foram queimadas , virando pó na escuridão. Queremos que alguém nos salve dessa nostalgia mórbida ,que avassalou muitas gerações. Choramos então pela pátria ferida...gritamos por ela , mas ele para nós não volta.

Embrasar

E= nvolvimento agudo , que
M= ove com as
B= atidas do coração
R= eações surreais e ligadas ao
A= mor , paixão , loucura e prazer
S= em igual de dia e de noite , com
A= rrepios e êxtase necessários para
r= essuscitarem uma alma morta.

Participação atuante

Imagem

Sérgio Ribeiro Borsoi Júnior
Niterói / RJ
Sussurros para a vida
Sussurras manso em meus
ouvidos rebeldes e insubordinados.
A teimosia deles morre com sua mansidão ,
mas não levamos flores ao enterro. As cinzas retratam seu sepulcro e
sua calma me ressuscitou do mundo da
ingratidão e lamúria. O céu de outono
me apaixona, me cativa e me leva ao
encontro de suas palavras. Diga sempre...nunca pare , para
lembrar do que já se foi. Diga sempre
para que eu permaneça vivo e
amando , e tu não tenhas que ir tentar
me entender no dia de finados.