Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Tu és meu refúgio

Nos fios de seus cabelos
me vivifico. Como seda
pura eles suavizam minha
pele e me arrepiam como
uma geleira brusca.
Seu olhar afoga meus
medos , e teus suspiros
me alimentam de dia e de
noite.
O percorrer de suas mãos
me direciona , levando-me
para a minha felicidade.´
És meu refúgio. De ti dependo ,
pois sua sombra espanta os
que me detestam e apaziguam
os que me amam.
Me leve a você. Me guarde
em você. Me revivas com
seus beijos , e deixe-me
livre para dizer: Eu te amo!

Cala-te

Oh, meu coração!
Por que bates tão
apaixonado?
Será esse o único jeito
de bater?
Por que não te cansas
de chorar e sofrer nas
noites de festas?
Por que não te cansas
de sangrar amarguras
e espinhos?
Se é paixão teu carma ,
teu retardo e angústia ,
por que sabendo disso ,
ainda insiste em fazer
questão de dizer que por
seu amor bate feliz?
* Júnior Borsoi *

Amada dependência

Desejo salmodiar sua
melodia amada , com
as batidas do meu
coração.
Na beira do mar ,
sobre a areia fofa ,
sentado em seu sorriso.

Quero cantar o refrão ,
perfumá-lo com a
maresia e seu aroma
campestre.
Quero marcar em minha
pele seu toque suave de
virgem sensível.

Meu universo mudou de
forma , e em seus braços
eu refiz meu caminho.
Desejo multiplicar nosso
tempo , até que ele nunca
chegue ao fim.

Abandono

Meu ser foi levado
ao vilipêndio por
não te ter mais como
moradora.
Levastes contigo meu
coração e meus desejos
mais secretos.

De meu olhar foi
retirado o brilho  , e nem
no céu o encontro , pois
as estrelas se viraram
contra mim.

Minha paz foi levada
pela maré de seus passos
para o ´´nunca mais`` , e
vivo hoje distante de mim.

Estou entregue?

No deleite de seus
   lábios ,eu troquei a
   melancolia por sua
   sintonia.

   Em seus abraços eu
   me embreaguei na paz,
   fidelidade , esquecendo
   o jamais.

   Nos seus olhos me vi
   cativo , como a chuva
   presa nas nuvens ,
   esperando a frente fria
   para se derramar.


  * Junior Borsoi*