Manhã , olhos e pensamentos

                                                             Manhã  
   
   Amanheci nadando contra a maré das despedidas , e lutando para não me sufocar com o cheiro do esquecimento. Este , é mais forte que a maresia , mais marcante que o nado de um golfinho e  mais cruél do que a mandíbula de um tubarão faminto.
                                                             Olhos
   
   Meus olhos estavam ásperos , queimavam com o sal e vermelhos como o sangue que vibrava em minhas veias, me deixando vivo. Minha respiração era ofegante e o cansaço me seduzia a todo o instante.
                                                          Pensamentos
  
   Os pensamentos que me assombraram por toda a noite  , agora nadariam ao meu lado ,com tom de raiva e culpando-me a cada braçada que dava. A costa já havia sumido , e somente água eu podia ver.
   Larguei a técnica e apostura. Matei as regras pra sobreviver. Triste momento de sepultamento que pintei nos céus de meu sofrimento. De mim a terra firme fugiu , e nas águas profundas do caos tentei me achar.
      

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria