82º

Quanta paz encontro
em ti e quanto de mim te
dou. Na ceifa eu absorvo seus
nutrientes e me ilustro com a
tua imagem.
O vento forte que espalha
pelos campos suas sementes
e teu aroma me motiva a agrupar
meus sentimentos aos seus.
E esse agrupar vai muito mais
além de confessar , pois ele entranha
feroz em tua essência ilustre.
Sou seu mero felá , que trabalha
com a foice para conseguir suas
palavras. Submisso aos faraós que
estão em seus desejos ardentes
e disposto a construir sozinho uma
pirâmide para sua morada.
Asas a mim destes , e com astúcia
de um arcanjo venci as dez pragas
insolentes e me pus à prova. Assim
como os cavalos ascendem ao conforto
de seus donos , desta forma sou eu
para ti , te servindo com meus gestos e
amor sincero. Mostro-me a ti como
humilde amante , que quer se dedicar a
sua rosa de sarón.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria