Brinde

Ele chegou com olhar
gracioso e carregando
consigo uma taça de paixão.
Com dizer manso e
adocicado disse que ao
coração queria brindar.

A luz do sol consolador
guiava com seus raios o
levantar e o anúncio do
brinde ao amor.
O coração vazio se encheu
de esperança , os ouvidos de
ternura e a vontade horripilante
de morar ao vento desapareceu.

Ao longe seu véu atirou ,
tapando o chão e suas pegadas.
O sentimento que o brinde
conspirou virou chama viva e
a essência mística , com esse
regar verde , paz floresceu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria