Sorte é para quem joga , o nosso caso é destino.

 O verão esquenta nossas almas , o inverno nos faz passar horas no aconchego de um cobertor , o outono nos obriga a trabalhar , limpando toda a sujeira da bela varandinha e a primavera nos faz distribuirmos flores , acompanhadas de palavras românticas. É dessa forma há séculos , e qualquer coisas diferente disso é mera coincidência. Não se trata de sorte , nem de privilégios , pois quem está sob as quatro estações  passa as mesmas situações. Ah ,mas a sorte existe! Em algum lugar , de alguma forma ela existe.
   Sentar na beira de uma calçada em um dia de chuva , em que as ruas estejam ensopadas , e não levar um banho daquela água , quando um desalmado passar de carro , é sinal de sorte... é sorte pura. Chegar em casa depois de um dia intenso de trabalho e cuspidas de seu gerente , e encontrar um envelope cor-de-rosa , com uma grande fortuna escrito: Parabéns , cuide bem dele! Sim , sem a menor dúvida é um caso de extrema sorte.
   Sendo a sorte real ou não , ela sempre fará com que lembranças se eternizem e momentos sejam todo o tempo desejados. Tudo que envolve sorte faz o coração bater mais forte e os limites desaparecerem. Porém , quem depende de sorte para sorrir , vibrar e ter momentos eternizados , também tem de se acostumar  com o azar. Eles acabam andando juntos , e quando a sorte resolve tirar um cochilo , o azar assume o comando.
   Jogadores precisam de sorte o tempo todo ,porque quando a malandragem  e a melhor técnica falham, eles ficam a mercê da sorte. É preciso ter sorte para jogar dados , girar roletas e adivinhar sequencias numéricas. De certa forma , os jogos foram feitos para haver sempre um perdedor. Sendo assim , nem sempre a sorte ajuda. Já conheci pessoas que contam com a sorte para viver , pois afirmam que a vida é um grande jogo. Depois de algum tempo crendo nisso , elas mudam o pensamento , pois as feridas e lesões as castigam. Passam entao a perceber  , que na verdade , a vida é um longo caminho de aprendizados  , e com sorte ou não , vivê-la requer acima de tudo , paciência e coragem.   Um sentimento que as pessoas tentam explicar com a sorte , é o amor. Porém , não existe sorte no amor , e sim amor verdadeiro e eterno. Quem ama , não joga. Quem ama é um amante e não um jogador. Não há regras para amar.
   Cheguei a essa conclusão quando estava sentado no alto de uma pedra na praia , em um luau no fim de Junho. No momento que olhava para o céu , tentando seduzir as estrelas , vi passar um clarão ,  repleto de fumaça. Ao som de um reggae tímido , me levantei e fui de perto olhar do que se tratava aquele brilho constante. Chegando lá , me encantei com aquele par de olhos verdes e os cabelos cor de mel. Me sentei perto do que estava vendo e perguntei:- De onde você vem? A pergunta ficou no ar por segundos e ela respondeu: - Eu vim de Marte , escuto reggae e vim dançar também. Fiquei enlouquecido , meu coração disparou e minhas pernas estavam dormentes. Era o sorriso mais encantador que já tinha visto em toda a minha vida.
   Bem , não sei se foi sorte , mas a minha bela caiu do céu segundo a canção , para dar início a uma grande paixão.

                        NÃO JOGUEM.... AMEM!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria