Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

A melhor resposta

Um dia , passeando sob um céu azulado , típico de verão , um casal conversava , depois de uma intensa discussão.Ela dizia para ele , com tom lamentador e triste:-Por que tem que ser assim? Porque somos tão diferentes? Então ,um silêncio puríssimo se fez no local e depois de alguns segundos  , ele se manifestou dizendo:-Permita-me falar , o que realmente penso sobre isso? Ela sem muito entusiasmo , afirmou com a cabeça  , evitando usar a voz em profunda roquidão.
Ele se abaixou ,tirou uma pequena rosa de dentro da mochila , olhou para ela , bem em seus olhos e apertando a rosa entre seus dedos , exclamou: - Penso que tem haver com Deus! Pois , nos criou de formas distintas , para que a teoria dos opostos que se atraem e se completam , pudesse mais uma vez ser soberana diante de situações como essa , tão confusas e intrigantes , como amar ,por exemplo.
Naquele instante , tudo girou em torno deles e de maneira apaixonada , ela arrancouo a rosa de sua mão e a jogou no chão , abraçando -o …

O passageiro

No apelo do galo para que desperte , entro em seu ritmo, fazendo –se assim o que todo dia se repete. Minhas virtudes começam então deixando o que está fraco em qualquer canto da estação. Ali sou eu , com a alma ainda adormecida e querendo assim ficar.
Tento então cantar, mas a voz ainda está no gravador do estúdio. Assobiar? Meus lábios ainda rachados preferem parados ficar. Penso em todos os lugares que meu reflexo passa e quantos olhares eu recebo. O que pensar de um simples homem apoiado no bagageiro? Sou mesmo um ser normal , que repete o que pensa em muitos lugares por onde passa. A vida ainda não mostrou seu lado fácil. Ainda espero em prosa e verso , em canção e louvor , com grande maestria.
Para os que não me vêem como homem invisível , me apresento como passageiro , homem sonhador que anda e se senta no mundo da poesia.

Chorei

Mais uma vez acordei , mais uma vez respirei. Mais uma vez passou uma noite que não aproveitei. Fiquei pensando no calor dos seus seios e de quando neles minha cabeça debrucei.
Nas noites belas de luas brilhantes, quando dormíamos em plena luz sóbria das estrelas cintilantes , lembrava também dos toques e beijos excitantes .Dividíamos na noite , nossos gemidos com os sapos e os grilos saltitantes e curiosos.
A harmonia se misturava e fazia-nos nunca querer parar. Agora , o que servia para me acalmar , se virou contra mim , fazendo-me pelos cantos ficar. O que fazia meu mundo girar , agora só serve para me derrubar . Ontem amei , hoje lembrei.Naquela noite te mostrei e vi que realmente a encantei.
No passado te namorei,e hoje sem ti eu fiquei. Em minha memória não há esquecimento , por isso abaixei a cabeça e tristemente chorei.

Asas

Nesta tarde em que pareço estar só. Numa praia ou algo do gênero onde tudo que escuto é a sua voz e o resultado da mistura excitante de ondas se quebrando e aves cantando. Numa tarde louca e presente , a única que posso dizer , é que estou realmente contente. Poderia neste exato e breve momento me suicidar..... A certeza é bem maior e não iria nem no chão tocar , pois suas asas iriam em segundos me segurar. Aceitei de braços e coração abertos. demorei para entender , mas do céu elas foram dadas para um mundo incerto viver. Para permanecer com elas , há apenas uma condição: amar ,formar e nunca errar. Amando-te, formando um resistente escudo e nunca errando , sempre as terei. Suas penas me cobrem e são assim sempre que me acalenta com suspiros e sorrisos. Para os fracos ,tolos e desalmados ,que são companheiros da vida , só me resta observar quantas tentativas terão para esse ser que lhes fala , se tornar e realmente dar asas ao coração.

O que restou do amor

Talvez tenham sido as intrigas que castigaram nossas almas. Talvez tenha haver com as más línguas e os falsos heróis que um dia nos baseamos.
Queríamos ter argumentos e belas histórias para fantasiar e causar inveja, mas não pusemos ordem nas calúnias sentimentais e nos desagravos vindos do ódio e crueldade. Deixamos talvez , sermos atingidos pelos ventos das ilusões que conseguiram penetrar em nossos corações.
Nossas lágrimas eram de alegria por podermos sinceramente amarmos nossos amores.Agora , as lágrimas chegam rasgando a alma e significam nossas dores. Talvez se tivéssemos prosseguido por cima das rachaduras do inferno , poderíamos ter criado um jardim de amor, forte e eterno.
De tudo isso , de todas as metáforas gastas para nos enquadrarmos em um pequeno mundo , o que restou do nosso momento(amor) , foi o descontentamento das péssimas decisões que hoje , em uma velha rede , me balanço e lamento.





Em memória de um dia de sol

Eu nunca consegui entender , o porquê de tanta pressa em se chegar a uma falsa perfeição , que só será percebida o quanto é hipócrita , quando não fizer mais nenhum sentido.Não consigo ver razão plausível no gosto de andar pela areia da praia e nela deixar pegadas , porque estas são como grandes ilusões , que agradam , porém nunca serão eternas , pois o mar vem sempre para tragá-las.E quanto ao brilho e o calor do sol?Será que é possível se compreender o que atrai milhares de corpos por dia para diante dele , tostarem a tão sensível pele?Ou ainda , dizer que os raios solares renovaram sua alma por inteira?Bem , são questões que passam pela mente o tempo todo  , mas como não se tem resposta de imediato , deixam elas se perderem ou simplesmente se tornarem pegadas na areia , esperando somente que o mar venha buscá-las e as mesmas virarem ilusões.
Com o tempo , coisas simples viram complexas, e as difícies acabam sendo esquecidas para sempre ou até o mar devolve-las.Se percebe que amar o…