Sob linhas

Oh, formosas linhas que me
abrigam sem cobranças.
Dou-lhes em troca , a métrica
perfeita  o tom de amor mais amável.

Puro....como o som da voz de  Deus ,
que escreve certo sobre ti , um poema
para mim.
Te mancho com minhas lágrimas , ao
escutar minha voz.


Eu canto para mim mesmo ,para
marcar supremamente o inóspito
e sincero papear de meu dom.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria