Choro e chuva

A chuva cai na calada da noite.
O silêncio...nasceu no pôr do sol
e virou herança.
O choro dói , amargura,transborda
o peito...palpita o coração.
Choro de gente , de homem e de
criança.

Cada lágrima que cai ,  cada pingo
de chuva...molha , arde , respinga e se
transforma em colapso.
Sente a dor , sente o frio ,  o aperto imediato
nas entranhas , face a face com o próprio
medo e pavor de existir.

Vem do olhar tal reação, escorre das nuvens
da criação.
Cria o sentimento de derrota ,molha o tapete
de quem abre a porta.

Não pare de chover...pare de chorar....
O pranto mata ....a chuva lava.....
O choro marca...a chuva passa!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijo egípcio

Soneto da alegria